quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Sabor amargo ;x

E quando sentes que já nada tem sentido? Quando achas que nada a tua volta tem valor? E assim que me sinto a algum tempo e tanta gente a minha volta e não percebe isso, tenho pena de perder pessoas que me marcaram e foram com um simples adeus. A partir daqui sou eu contra o mundo como se fosse um guerreiro numa luta, mas neste caso não tenho arma nem armadura para me defender do que o destino me reserva, queria perceber as pessoas mas porque é que tem de ser tão complicado? Porque que mudam num piscar de olhos e fazem cair lágrimas quando estamos felizes? Talvez até seja esse o sentido da vida mas até eu duvido disso. Duvido de tudo, de todos, de palavras, de atitudes, isso a mim esconde-me sempre alguma coisa. É o que me separa do tempo, é o que me faz paralisar e pensar num sentido único para a vida, mas não encontro, não sei se tenho rumo, não sei o que esperar dos outro nem tão pouco de mim. Agora que te tenho, sei que te vou perder quer queiras quer não. Sim estou a falar de ti e de ti e de ti. A vida esta sempre a mudar e eu ainda não me conformei em perder as pessoas, em alimentar as ilusões isso já eu aprendi. Quero viver e as pessoas não deixam, sou sempre eu a ter de lutar por ti? A fazer-te sorrir e tu deixares-me a chorar? Eu dar a minha vida por ti e tu não retribuíres? É que isto não são favores, apenas estas a brincar com pequenos pedaços do meu coração que um dia eu te pude dar e agora estão despedaçados ás tuas custas

Sem comentários:

Enviar um comentário