terça-feira, 25 de setembro de 2012

Limites no amor? ou acreditas que não és capaz?

'' o amor é mesmo assim .. será que tem limites? Começa a troca de palavras e uma mudança no teu dia até que aparecem a troca de olhares. Começam as saídas e as partilhas de uma vida, sim, porque começas a partilhar o teu passado, o teu presente com essa pessoa mesmo que estejas a ser inocente. Aparece o primeiro beijo, o primeiro toque, a primeira aproximação. Não estou a desviar o assunto estava apenas a referir algumas das coisas que acontecem antes de uma relação, porque não o amor não tem limites por muito que digas que sim. Sabes porque é que não tem limites? Eu explico. Sabes aquela pessoa a quem chamas namorado (a) um dia vai-se mostrar quem verdadeiramente é. As coisas vão aparecer, as mentiras mesmo que sejam mínimas existem, e sabes o que vai acontecer? Irão pedir desculpa a primeira vez e vais ceder. O que viveste sei que valeu a pena por isso não vamos apontar o dedo. Com ela sorriste, choras-te, perdeste horas a falar ao telemóvel, contaram coisas que nunca pensavam ter contado a ninguém. Quando estavam juntos era magia que existia, não existia mais nada para além de vocês. Passou um tempo e fizeram amor pela primeira vez, sentiste-te a única, a que ele queria. Se te arrependeste é porque ele não era o rapaz certo para ti, mas se não te arrependeste provavelmente ainda vai acontecer, costuma acontecer quase sempre. Mas falamos agora de limite, para ti o que é o limite no amor? Bem, para mim o limite é ter amor por mim próprio, ter uma ideia daquilo que posso ao não fazer, ser respeitado quando respeito a minha namorada, é ter confiança nela e naquilo que fazemos. Um amor tem limites, há coisas que só a vocês os dois diz respeito e ele conta? A quem? Aos amigos? Para quê? Mostrar que faz coisas que se calhar nem sabe da existência delas? Nunca mas nunca faças nada que saibas que te vás arrepender, não mostres nada que sabes que não é por ti mas pelo teu par. Perdoarias uma traição? Eu perdoei e não correu bem, fui traído a seguir e perdi o respeito que ela já não tinha por mim. Queres ser assim? Ter sombras atrás de ti? Faz tu uma linha com os teus limites, não te limites a mudar para agradar ninguém, porque se ele se apaixonou por ti quando te conheceu tu ainda não tinhas mudado. Perdoavas mentiras? Achas que ias perdoar? Falar é fácil eu sei mas perdoar mentiras vai a confiança ao ar, perde-se em segundos com uma simples mentira. Tens de viver um grande amor, mas não tens de te deixar iludir e enganar por coisas que tu juravas por tudo que não aconteciam. Não deixes que façam de ti um brinquedo, não deixes que te usem e que abusem do que não é deles. Não faças o que querem faz o que TU queres. Chora por amor, grita pelo vazio que tens dentro de ti mas não voltes a cair numa armadilha de onde conseguiste sair a primeira porque caindo a segunda não voltas a sair. Se conseguires sair? Então vais sair de rastos, vais achar que a culpa de tudo é tua, que podias ter feito melhor, que se calhar ele fez o que fez porque tu cedeste, até podes achar que o mundo é cruel, que a vida é apenas uma partícula de uma história esquecida entre memórias perdidas. Mas se passamos por isto é porque tem de ser é com erros que aprendemos, mas não precisamos errar tanto. Os meus limites num amor sempre foi ser respeitado, ter amor próprio, não mentir, não enganar, não trair, esperar com calma que tudo acontecia, mas achas que já não quebrei isto? Já mais que uma vez e não valeu a pena ter feito o que fiz, mas foi assim que aprendi. O mais importante é teres confiança em ti e acreditares que és capaz de superar muita coisa porque se assim não for desiste não podes tirar o véu a alguém com quem não vais casar.Mas não cedas o teu lugar. Não deixes as dúvidas para depois. Por isso age, e não fujas de ti, essas são as palavras que te digo.

Sem comentários:

Enviar um comentário