terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

A lápis eu fui o teu rascunho mas queria ser a tinta da tua vida ;x

A lápis traçaste em mim as tuas marcas
Fui a tua tela de ensaios e rascunhos
Fizeste-me arte com linhas escaças
Projetaste sobre mim os teus desejos e sonhos
Hoje sou tela sem artista
O teu desenho que com o tempo se esbate
Paraste em mim apenas como simples turista
E deixaste-me só… largado nesta simples vida desinteressante.

Sem comentários:

Enviar um comentário