terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Um destes dias ? Talvez


Um dia, escreverei uma história.
Uma história pura e dura.
Com personagens, cenários e artimanhas de todos os tipos.
Domarei todos os medos e segredos que me dominam, e irei expor ao mundo tudo aquilo que merece ser despido.
Um dia, contarei a minha história, a quem a merecer saber.
Pedirei desculpa a quem tenho de pedir, perdoarei quem tenho a perdoar, e julgarei o condenado que puxou a corda para que me enforcasse na minha própria razão.
Os corpos serão despidos, e os corações sem alma, serão mortos.
Quando a coragem se apoderar de mim, irei matar cada pessoa, uma a uma, da maneira que cada uma merecer, por todo o mal que me proporcionou até hoje.
Não desejo a morte a nenhum mortal que esteja destinado a ela, mas hoje, quero apenas salientar, que também não desejo a ninguém a felicidade que me roubam a cada dia que a tento manter na minha mão.
Mas ela foge. É arrancada de mim com armas invisivéis, mas que ferem, mais do que qualquer tiro à queima-roupa que acerte em cheio no coração.

Sem comentários:

Enviar um comentário