terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Tempo , muito tempo


Tantos meses depois e ainda cá estás, no meu coração.
Incrível , não é ?
Tantos meses se desenrolaram a uma velocidade incrível e tudo mudou.
Eu mudei, tu mudaste, a minha vida mudou e a tua também.
É a lei do tempo, contra ela nada posso fazer.
Posso apenas esperar. Esperar que um dia te vás embora do meu coração que durante estes meses todos foram a tua casa sem tu saberes.
Tenho saudades tuas, mas hoje não me apetece chorar.
Hoje acho que consigo sorrir, ou talvez não.
Talvez a lágrima esteja a cair no poço do meu coração.
Talvez nem a sinta, ou se calhar durante a noite a tua ausência faça estragos outra vez.
''Ontem'' incentivaram-me a lutar por ti, visto que ainda te amo muito e que ainda estás muito presente naquilo que é meu, mas contrapus-me a isso.
A minha vez na tua vida já passou.
Não a soube aproveitar, e tu também não.
É como te digo tantas e tantas vezes no silêncio das minhas palavras: foste um grande amor na minha história, mas não fomos feitos um para o outro.
Hoje, já sei que não.
E hoje até já consigo aceitar que nunca mais seremos felizes juntos.
Resta-me esperar que o tempo me dê a mão, não é ?

Sem comentários:

Enviar um comentário