segunda-feira, 15 de agosto de 2011

nao queria :c




Não queria, não queria estar a escrever-te agora, não queria escrever-te mais. Não queria continuar a sentir a tua falta como sinto, não queria nunca mais enviar-te mensagens escritas de madrugada enquanto ouço o meu coração a chamar por ti. Não queria continuar a ler diariamente, sem falhar, todas as palavras que um dia me deste, nem continuar a olhar encarecidamente para as tuas fotografias que me relembram a doçura do teu olhar que me conquistou o coração.
Eu não queria mais gostar de ti, não queria mais ter uma esperança imortal dentro do meu peito a gritar que está mais poderosa que nunca. Não queria mais acreditar que um dia poderemos ficar juntos, que o destino poderá lembrar-se de nós e fazer-nos as malas para o mesmo regaço.
Mas sabes o quê que eu não queria mesmo mais? É continuar a minha vida sem ti. É acordar sem o teu brilho na minha vida, sem o teu sorriso na minha face, sem a doçura da tua alma no meu coração.
Confesso-te que julgava que esta etapa de ultrapassagem seria mais fácil, mas mais uma vez enganei-me, e o meu coração enganou-se comigo, como sempre. Logo ele, que tão frágil é, e tão vítima de destinos mal traçados também.


Sem comentários:

Enviar um comentário