terça-feira, 10 de maio de 2011

sintoo


O que sinto por ti nao cabe em palavras, nem em beijos.
O que sinto sai-me por todos os poros, até quando estou calado ou a dormir, os sonhos levam-me em viagens maravilhosas e ás vezes vejo com nitidez imagens do que jamais pensei viver.
Mudou tudo, o que havia antes deixou de fazer sentido, reduziu-se à sua insignificância de passado que já passou.
Começei a viver outra vez, esqueci-me das desilusões, do medo de falhar...
Sinto paixão, desejo, pulsar das almas, serenidade de pensamentos e vontade de construir outra vez o mundo.
Sinto mais do que querer, é o sonho de partilhar numa entrega sem limites.
Sinto-te todos os dias, a todas as horas, atento e vigilante, sempre próximo ainda que distante...Sempre preparado para abrir os braços e proteger-me, fecho os olhos e sonho contigo.
Passei a alimentar-me de beijos e sorrisos, de palavras e ideias.

Sem comentários:

Enviar um comentário